mulher com dor,cansaço físico e mental mulher com dor,cansaço físico e mental

Dores nas costas? Entenda as principais causas!

10 minutos para ler
Powered by Rock Convert

As dores nas costas podem ter diferentes causas, como o estresse provocado pela soma de preocupações cotidianas, pressões no trabalho e trânsito caótico. Também pode ser um sinal de noites mal dormidas ou, até mesmo, de disfunções na coluna, nos músculos e nos nervos. Por se tratar de um incômodo que, muitas vezes, limita as atividades diárias — interferindo de forma negativa na qualidade de vida —, é importante conhecer suas possíveis causas para buscar soluções.

Pensando nisso, reunimos neste artigo informações sobre os principais fatores que causam esses problemas e algumas soluções por meio de tratamentos alternativos e tradicionais. Continue lendo para saber mais!

Quais são as principais causas de dores nas costas?

Sentir dores nas costas é algo comum. Em um momento ou em outro, qualquer pessoa pode ser acometida por esse incômodo, independentemente dos fatores de risco — como degeneração por envelhecimento, falta de condicionamento físico, obesidade etc.

Quanto às causas, elas são multifatoriais e podem ser originadas por:

  • estresse;
  • inflamação do nervo ciático;
  • artrose;
  • reumatismo;
  • desvios da coluna vertebral;
  • afecções de órgãos que irradiam as dores para essa região;
  • má postura em atividades cotidianas;
  • por conta de colchões deformados que alteram o alinhamento da coluna.

Em relação à intensidade, essas dores podem ser leves, moderadas ou intensas. De acordo com a frequência, elas podem ser eventuais ou constantes — e, nesse último caso, deve-se buscar por auxílio médico.

Veja, a seguir, quais são as principais causas das dores nas costas!

Estresse

Determinadas situações como pressão no trabalho, preocupações diversas e falta de tempo para atender aos compromissos podem gerar estresse. Nessas situações, o organismo libera hormônios que intensificam a percepção da dor.

Esses hormônios provocam uma tensão muscular, principalmente nas regiões das costas e do pescoço, levando a um espasmo doloroso. Por consequência, há uma redução da circulação sanguínea e de oxigênio nos tecidos, e um acúmulo de resíduos ácidos que causam fadiga e dor.

Inflamação do nervo ciático

O nervo ciático se inicia na coluna lombar, percorrendo as pernas e seguindo até a ponta dos pés — sendo o responsável pelos movimentos dos membros inferiores. Quando há inflamação, os atos de sentar, levantar e caminhar ficam limitados, provocando uma dor que se irradia para as costas (dor lombar).

Artrose

Trata-se de uma doença que afeta as articulações, provocando um desgaste da cartilagem — tecido que protege as extremidades dos ossos. As regiões mais afetadas são as mãos, os joelhos, os quadris e a lombar. A artrose tende a piorar ao longo do tempo, sendo, por esse motivo, um quadro degenerativo.

Desvios da coluna

Em condições normais, a coluna vertebral apresenta curvaturas fisiológicas que se equilibram e possibilitam os movimentos dos braços e das pernas. Os desequilíbrios gerados por doenças, traumatismos ou repetições de más posturas provocam desvios na coluna — causando dores em diferentes pontos das costas e do pescoço.

  • a lordose é uma curvatura na região inferior da coluna, que provoca a chamada “dor lombar”;
  • a escoliose apresenta desvio lateral formando um ‘S’;
  • a cifose é caracterizada por uma alteração na parte superior das costas, que produz uma protuberância arredondada (corcunda), causando dores.

Contratura e distensão muscular

Esses dois processos resultam em instabilidade, inflamação e problemas na coluna. A contratura faz com que o músculo fique fora do lugar, devido a uma contração inadequada. Já a distensão muscular, também chamada de estiramento, é provocada quando o músculo é esticado de forma excessiva. Exercícios físicos intensos, excesso de peso, traumas, movimentos bruscos e má postura são algumas das causas da contratura e do estiramento.

Fraqueza muscular

Alguns músculos específicos têm a função de sustentar a coluna. No entanto, quando a musculatura se encontra flácida, o risco de lesões na coluna vertebral aumenta, provocando dores.

Como o colchão influencia as dores nas costas?

Um colchão com validade vencida ou que esteja inadequado interfere drasticamente na qualidade do repouso, podendo provocar insônia, várias interrupções no sono e dores nas costas. Como consequência, ao acordar, há uma sensação de fadiga, irritabilidade e indisposição. A qualidade do colchão também influencia diretamente no alinhamento da coluna, já que um exemplar de boa qualidade mantém a postura correta e não comprime as articulações, proporcionando um sono relaxante e reparador.

Parece que não, mas boa parte da nossa vida é passada em cima de um colchão. Isso mesmo, durante as horas de sono. Agora imagine o quão prejudicial pode ser para a saúde da nossa coluna, se passarmos essas horas em cima de um colchão inadequado?

A postura ao dormir

Dor lombar ou lombalgia é a segunda razão que mais leva as pessoas a buscarem ajuda médica, ficando atrás somente das dores de cabeça. Segundo a OMS, 80% da população, no mundo todo, sofre com esse problema.

A má postura no dia a dia

As dores nas costas também são acarretadas por má postura. Isso inclui a posição ao sentar-se, ao realizar as atividades e, até mesmo, ao dormir. Além do mais, um colchão inadequado também é responsável pelo agravamento das dores nas costas — podendo, em alguns casos, ser o grande vilão.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito com base na intensidade, na região que está dolorida e no tempo de duração. A forma como a dor se apresenta pode sinalizar desde alterações na postura, até doenças mais sérias. Os tipos de dor mais comuns são:

  • ao respirar — na maioria das vezes, relaciona-se com o pulmão, gerando a sensação de falta de ar;
  • costas e peito — caso seja constante e crescente, pode se tratar de infarto;
  • costas e pernas — normalmente, está relacionada à pressão do nervo ciático, podendo indicar uma inflamação;
  • costas e região dos rins — pode ser provocada por cólica renal, com ou sem a presença de cálculo;
  • desvios da coluna — dor nas regiões dos desvios, com ramificações para outras partes do corpo;
  • lado direito/esquerdo — com sensação de peso no local, a dor aparece após exercícios físicos ou atividades que exijam curvaturas repetitivas da coluna.

Quais são as opções de tratamento?

O tipo de tratamento depende da origem da dor. Os casos simples, porém, constantes, podem ser tratados por meio:

  • da acupuntura;
  • do alongamento;
  • da fisioterapia;
  • da quiropraxia.

Nos casos agudos, as dores podem ser aliviadas com a aplicação de compressas mornas, massagens e hidroterapia. As dores com causas posturais exigem, além de uma reeducação postural e de exercícios para fortalecer a musculatura, a troca urgente do colchão por outro que esteja de acordo com o biótipo.

Para os quadros mais complexos, é necessário o acompanhamento de um especialista em ortopedia ou em traumatologia para a solicitação de exames específicos e a prescrição de medicamentos. A intervenção cirúrgica é o último recurso. Por ser muito invasiva, pode levar a algumas sequelas, como perda de movimentos — sendo indicada apenas para traumatismos por graves acidentes e quando não há outras formas de se corrigir o problema.

Por que é importante dar atenção às dores nas costas?

Há quem deixe as dores nas costas de lado, lidando com se o problema fosse algo passageiro, sem importância e que “todo mundo tem”. Contudo, na verdade, essa não é a maneira mais adequada de lidar com esse tipo de dor. Ela sinaliza que algo não vai bem com o corpo, portanto, se permanecer por muitos dias, vale a pena investigar. Dores nas costas podem indicar diferentes tipos de problemas que só um médico poderá diagnosticar.

Quais as melhores dicas de prevenção?

Já dizia o velho ditado, é melhor prevenir do que remediar. Então, antes que as dores nas costas apareçam, é importante atentar para algumas dicas de prevenção! Veja quais são:

Preste atenção a sua postura

Sentar-se, caminhar ou mesmo posicionar-se de qualquer jeito ao longo do seu dia pode prejudicar a sua coluna e sim ocasionar dores nas costas. Por isso, a nossa primeira dica de prevenção é prestar atenção à sua postura. O cansaço pode deixar nossos ombros caídos e o trabalho pode exigir horas em cadeiras não-ergonômicas, entre outros fatores.

Tudo isso facilita o acúmulo de problemas, gerando tensão e dores. Assim, procure sentar-se mantendo a coluna reta, alinhando joelhos e quadris. Preste atenção na sua maneira de caminhar, medidas simples facilitam a sua rotina.

Não sobrecarregue as costas

Outro fator importante para acarretar dores nas costas é o peso que elas podem aguentar. Por vezes precisamos carregar peso, em bolsas e mochilas, por exemplo, e esse é um grande vilão para as dores na coluna. Se precisar carregar muito peso, é fundamental preparar os músculos para a sobrecarga com uma rotina de exercícios. Musculação pode ser uma boa opção.

Durma bem

Essa dica pode parecer desafiadora para muita gente, mas é importante dar atenção a ela. Uma boa noite de sono é essencial para recarregar as energias e também para “reiniciar” o corpo, afastando as dores, principalmente as musculares.

Faça alongamentos diariamente

Alongamentos são a melhor pedida para relaxar e fortalecer os músculos do corpo, incluindo as costas. Fazer deles um hábito diário pode evitar as dores. Separe um tempo do seu dia para se esticar por inteiro (o resultado é melhor que se você escolher apenas uma região do corpo), sempre respeitando os limites da sua flexibilidade, é claro.

Compre um colchão adequado

O colchão ideal é aquele que mantém a sua coluna alinhada. Ao mesmo tempo, é aquele que adapta a pressão do peso do corpo sobre ele. Lembre-se de que um colchão muito duro nem sempre é a melhor opção para sua coluna.

Por último, mas não menos importante, é fundamental que a escolha do seu colchão seja de uma marca de qualidade. Lembre-se de que optar por soluções populares e mais baratas nem sempre é a melhor saída. Marcas recomendadas no mercado, como a Kenko Patto, podem ser a melhor solução. Os colchões são duráveis e garantem, além do seu conforto, a manutenção da sua saúde.

Como você pôde ver, as dores nas costas podem ter diferentes causas, sendo importante observar a intensidade e a frequência, e buscar por ajuda profissional quando necessário. Contudo, independentemente de qual seja a origem do problema, é de fundamental importância optar por um colchão de acordo com o seu biotipo para a melhoria da qualidade do sono e da postura.

Agora que você já sabe sobre as principais causas das dores nas costas, é hora de buscar o colchão ideal para você! Visite o site da Kenko Patto e faça a melhor compra!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário