colchão para idoso colchão para idoso

4 fatores que devem ser considerados ao escolher um colchão para idoso

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Sabemos o quanto é difícil escolher um colchão para idoso. Além de ser importante a observação de aspectos como o conforto e a segurança, é preciso considerar também outros fatores para atendimento às necessidades das condições de saúde da pessoa que vai utilizar o produto.

Nesse sentido, a escolha deve levar em conta se o idoso se encontra acamado, sofre de algum problema na coluna ou apresenta alguma limitação de movimentos, entre outras particularidades, que servirão de parâmetro na decisão do modelo ideal do produto.

Para ajudar nessa escolha, vamos apresentar os principais tipos de colchão para idosos e quatro fatores fundamentais que devem ser considerados na hora da escolha. Continue a leitura para saber mais!

Tipos de colchão para idoso

É possível encontrar diferentes modelos de colchão para idoso. Em geral, eles atendem às necessidades de conforto, higiene, segurança e praticidade. Dessa forma, é importante conhecer a função de cada um deles para fazer uma escolha correta.

Veja, a seguir, os principais modelos disponíveis no mercado!

Ortopédico

Por serem anatômicos, os colchões ortopédicos são ideais para os idosos, principalmente para os que apresentam problemas na coluna, como hérnia de disco, escoliose, dores no nervo ciático ou alterações posturais.

Esse formato ajuda a relaxar as articulações e reduz a pressão sobre elas durante o sono, pois distribui melhor o peso do corpo.

Pneumático

Esse é o mais recomendado para idosos com mobilidade limitada e acamados, que ficam muito tempo em uma mesma posição. Essa condição provoca interrupções na circulação sanguínea em algumas partes do corpo e pode causar o surgimento de úlceras de pressão ou escaras.

O colchão pneumático tem células individualizadas de pressão, que estimulam a circulação do sangue por meio de massagens de baixa intensidade, reguladas por um compressor de ar. Dessa forma, aliviam a pressão excessiva sobre as diferentes áreas do corpo.

Massageador

O colchão com propriedades massageadoras é elaborado com a aplicação de ímãs que contam, em média, com 800 Gauss de força magnética. Esses elementos são inseridos em uma camada de espuma (Rabatan) perfilada, com estruturas em relevo na sua superfície, que se assemelham a pequenos dedos — o que proporciona uma sensação de automassagem durante o repouso.

Casca/caixa de ovo

Com a mesma finalidade do pneumático, esse modelo evita a formação de escaras, porém, com um custo mais baixo. Ele apresenta pequenos buracos na espuma que facilitam a respiração da pele. Além disso, tem ondulações iguais às de caixas de ovos para aliviar as zonas de pressão no corpo.

Entretanto, ele não substitui o colchão convencional, devendo ser utilizado sobre ele. Também é necessário ser trocado e lavado com certa frequência, já que o suor e os resíduos de pele morta que ficam depositados em sua superfície podem contribuir para o surgimento de infecções da pele.

Inflável

O colchão inflável tem função semelhante ao do modelo caixa de ovo, porém, é fabricado em PVC. Essa característica o torna mais prático e higiênico, já que é totalmente lavável, reduzindo significativamente as probabilidades de aparecimento de infecções e escaras.

Mas é importante observar que esse tipo de colchão só deve ser utilizado por idosos acamados por um curto período, para atender situações específicas, como nos casos de pós-operatório, problemas de circulação e dores musculares.

Powered by Rock Convert

Respirável

O colchão respirável conta com células abertas (furos), desde a sua base até o topo, para permitir a circulação do ar e evitar uma maior rigidez em noites frias ou excesso de calor nos dias mais quentes. Assim, ele consegue reduzir a sobrecarga e dores musculares e nas articulações enquanto os idosos dormem.

Espuma viscoelástica

O colchão em viscoelástico, no modelo caixa de ovo ou respirável, apresenta um diferencial pela maciez e adaptação da espuma aos contornos do corpo, proporcionando mais conforto e bem-estar, além de evitar os pontos de pressão durante o repouso.

Essa espuma também tem um efeito calmante nos músculos e articulações, além de proporcionar uma sensação de leveza ao corpo. No calor, o material se expande, tornando-se ainda mais elástico e evitando o aumento da temperatura corporal.

Fatores que devem ser considerados na hora da escolha

A saúde geral do idoso e a posição que ele adota para dormir são aspectos que não podem ser esquecido na hora de escolher um colchão. Nesse sentido, é importante que o produto proporcione equilíbrio e alinhamento do corpo.

Acompanhe a seguir os principais fatores a serem considerados para a escolha do item!

1. Conforto

O colchão não deve ser muito mole, nem muito duro. Ele precisa ser flexível para garantir conforto às articulações e, ao mesmo tempo, firme, para fornecer a sustentação necessária para a coluna e todo o peso do corpo.

2. Densidade

A densidade do colchão se refere à quantidade de matéria-prima utilizada por metro cúbico, estabelecida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e pelo Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro).

Dessa forma, um colchão com densidade 28 (D28), significa que tem 28 quilos de espuma para cada metro cúbico. Assim, ele deve atender às necessidades individuais do idoso, conforme a Tabela de Biótipo.

É importante ter em mente que as pessoas com osteoporose podem ser prejudicadas com uma densidade maior. Ainda que o peso dela exija uma determinada densidade, um colchão menos denso deve ser considerado. Os que apresentam problema de coluna, hérnias de disco e desvios, podem se beneficiar de um colchão mais denso.

3. Acabamento

Os tecidos de acabamento devem ter tratamento antialérgico, antifungos e antiácaros. As principais coberturas de colchões são os sintéticos, os mistos e os de fibras naturais.

4. Material de revestimento

Os tecidos que revestem o colchão são igualmente importantes. Os mais frescos, como o algodão são os mais adequados, principalmente em regiões quentes.

Importância de comprar o item de uma empresa especializada

Após identificar todas as características do colchão para atendimento das necessidades do idoso, é importante pesquisar empresas idôneas que oferecem produtos de qualidade, já que o item fará parte da vida da pessoa por muitos anos.

Nesse sentido, as empresas que comercializam os colchões da marca Kenko Patto, são especializadas e apresentam uma boa reputação no mercado, pois contam com produtos diferenciados que garantem conforto e bem-estar para noites de sono relaxantes.

Como vimos, há vários tipos de colchão para idoso, sendo importante conhecê-los para saber optar pelo modelo que melhor se adapte à condição física da pessoa. Além disso, é essencial procurar por empresas especializadas, a fim de garantir a qualidade e a segurança do item.

Gostou deste artigo? Para obter mais informações sobre colchões para idosos entre em contato conosco!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário